Sexta passada (02/08) o site de notícias G1 publicou uma reportagem que me deixou pensativa.

Paciente de câncer com seis meses de vida ganha o casamento dos sonhos



O que você faria se só te restassem alguns dias? Jen Bulik se casou. Ao saber que tinha apenas mais seis meses de vida, por causa de um câncer de pulmão, a americana de 35 anos começou a organizar o casamento com o namorado, Jeff Lang. Os dois estão juntos há seis anos, e finalmente disseram “sim” no fim de semana passado, em San Jose, na Califórnia, nos Estados Unidos.
Jen caminhou até o altar observada pela família e amigos mais próximos. A bela hair stylist não fez questão de disfarçar a careca, resultado da quimioterapia.
- Eu ia usar uma peruca. Mas eu pensei melhor nisso, e não queria me sentir inautêntica quando olhasse para essas fotos. Queria ser totalmente eu - contou a noiva ao jornal New York Daily News.

O casal tinha planejado uma cerimônia simples, com mesas espalhadas no jardim e pratos de papelão. Mas quando Erica Ota ouviu a história de Jen e Jeff, se ofereceu para ajudar. Erica trabalha organizando casamentos há três anos. Antes disso, era assistente social em um hospital, e quis dar à noiva uma homenagem em nome dos pacientes que perdeu para o câncer ao longo dos anos.
Em menos de duas semanas, Erica conseguiu cativar os fornecedores da região com a história de Jen e Jeff. Mesmo assoberbados de trabalho em uma época do ano em que os casais reservam os serviços com meses de antecedência, os fornecedores encontraram brechas na agenda para providenciar a cerimônia de Jen - de graça. As doações chegaram a somar 52 mil dólares, segundo o Daily News.
Depois do casamento, Jen Bulik e Jeff Lang precisaram voltar à vida normal, lutando para tornar a doença menos difícil.
- Câncer não é fácil. É demorado levantar de manhã, às vezes. Eu acho que o importante é encontrar a fonte de esperança dentro de si mesmo e a coragem de seguir em frente - desabafou Jen.
Erica Ota começou uma campanha para bancar os gastos médicos de Jen. Para doar, clica aqui.


E a gente acha que só vê histórias assim em filme como 'Um amor pra recordar', 'Doce novembro' e mais uma dúzia que vemos por ai.
É por causa de histórias com esta que temos a certeza que com amor tudo vale a pena.
E a reportagem me deixou pensando em um trecho escrito pela fofa da Cora Coralina,

Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

Cora Coralina

Ótima semana pra nós


4 Comentários

Géssica (Kinha) disse...

Parece coisa de filme...
beijo
;)

Debora disse...

Eu achei lindo!!! É muito bom poder realizar o sonho de alguém...


Beijinhos.

Fabiola Keffer disse...

Ual! Que história desse casal em!!O amor realmente vale muito apena

Sara Ferreira Simões disse...

Ei li essa matéria.. fiquei emocionada.

Bjussssss

http://chegouaminhavezdecasar.blogspot.com.br/

Tecnologia do Blogger.

Labels